RioMar Fortaleza destina mais de 900kg de fardamentos para reuso sustentável por instituição social

 

Com uma reconhecida atuação socioambiental nas práticas diárias, o RioMar Fortaleza amplia as ações de reciclabilidade dos resíduos gerados no empreendimento destinando os fardamentos usados e descaracterizados para instituições sociais. Neste mês de julho, por exemplo, o shopping entregou 910 kg de tecidos e calçados para o reuso sustentável do Centro de Promoção Cultural e Vivência Ecológica (CEPEVIVE).

A CEPEVIVE tem atuação com pessoas em situação de vulnerabilidade social, no município de Caucaia, e transformará os tecidos em novas roupas para as crianças atendidas e para os adultos responsáveis, moradores das comunidades Genipabú, Jardim do Amor e Capuan. Quanto aos calçados, estilo botas, serão higienizados e doados para os recicladores que trabalham nas ruas e que foram mapeados pela instituição.

Já, em parceria com a Rede de Mulheres Empreendedoras Sustentável (REMES), com outra parte do material serão confeccionados cobertores de retalhos, que serão entregues para o abrigo de idosos Jd´ Mello.

Com mais essa doação, desde o ano 2021, o RioMar Fortaleza já reduziu o impacto de 1.795 kg de tecidos e calçados de fardamentos usados que ganharam novos usos sustentáveis e sociais.

 

Sobre a CEPEVIVE

O Centro de Promoção Cultural e Vivência Ecológica (CEPEVIVE) atua há mais de 22 anos o já impactou em mais de 800 vidas. Atualmente, a instituição beneficia cerca de 90 crianças e adolescentes com acesso à educação, artes, música, literatura e projetos ambientais. Com atuação em três comunidades da cidade de Caucaia, além dos projetos de ensino, o Centro oferece suporte para as famílias em situação de vulnerabilidade social da região.

RioMar e Sustentabilidade
O Grupo JCPM tem uma atuação socioambiental no seu dia a dia. Entre as práticas de destaque, estão as Centrais de Resíduos, que completam oito anos em 2022 e onde acontecem a separação e a destinação de todo o material com potencial de reciclagem, gerados pelos shoppings. Só no ano de 2021, foram reciclados mais de 570 toneladas, entre papel, papelão, plástico, vidro, metal e alumínio, que resultaram, mensalmente, em renda para 21 famílias de recicladores que moram nas comunidades do entorno dos shoppings.  Os espaços são administrados por eles próprios, por meio de cooperativas, que ficam responsáveis pela comercialização e divisão de todo o valor arrecadado com a venda dos materiais.  No RioMar Fortaleza, atua a Associação da Comunidade Nossa Senhora Aparecida, e no RioMar Kennedy, a Associação de Catadores de Fortaleza.

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !