Alunos do Projeto “Construindo o Saber” concluem estudos com festa no Pecém

 

A Cimento Apodi, a Associação das Empresas do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (AECIPP) e o SESI realizaram, na manhã do dia 5/11 (sábado), a cerimônia de diplomação de 37 alunos do Projeto “Construindo o Saber”. A formatura da turma aconteceu no IFCE Pecém, com a participação de professores, famílias e diretorias das entidades. Na ocasião, a Academia Sinfônica do Pecém, formada por crianças da região, fez sua primeira apresentação para os formandos. A academia foi criada pela AECIPP, com patrocínio da Cimento Apodi, Tecer e Aço Cearense.

Iniciado em 2018, o projeto já realizou cinco turmas até 2021 em Quixeré/CE, sendo três de ensino médio e duas de ensino fundamental, com mais de 300 participantes que conseguiram concluir os estudos e se diplomar, de acordo com a gerente de Desenvolvimento Organizacional e Sustentabilidade, Gisele Sestren. No Pecém, é a primeira vez que o projeto é realizado.

No referido município, a turma do Projeto Construindo o Saber é formada por moradores de comunidades e colaboradores da cimenteira. Os alunos concluíram os estudos do Ensino Fundamental e Médio, oferecidos gratuitamente pelo projeto por meio do ensino do “Nova EJA EAD”, com aulas da Educação de Jovens e Adultos.

As aulas do projeto iniciaram em setembro/2021 de forma virtual, devido às restrições sanitárias impostas pela pandemia da COVID-19. Os encontros presenciais foram retomados em maio deste ano, na sede da fábrica da Cimento Apodi no Pecém.

“Nós parabenizamos a cada aluno por essa conquista e temos orgulho em fazer parte desse momento, que está ajudando a transformar o futuro”, disse a gerente de Desenvolvimento Organizacional e Sustentabilidade, Gisele Sestren.

Exemplo do sucesso ao cursar o projeto é o caso da Família Silva, que estão mais unidos ainda por meio da educação e da realização do sonho de concluírem o processo de formação do Ensino Médio. Filhos de agricultores, os três irmãos Osvaldino de Sousa Silva (40), Vânia de Sousa Silva (37) e Valdelice de Sousa Silva (35) realizaram o desejo da mãe de 73 anos, que não sabe ler.

 “Fui mãe aos 18 anos e não consegui concluir os estudos. Terminar este Ensino Médio foi um sonho e será uma forma de melhorar as minhas oportunidades de trabalho”, diz a agricultora Vânia Silva, que ficou 18 anos afastada da sala de aula.

Metodologia SESI
O “Nova EJA EAD” dá a oportunidade que trabalhadores da indústria possam concluir a Educação Básica (Ensino Fundamental e Médio), sem nenhum custo, podendo dar prosseguimento à sua vida acadêmica, pleiteando uma formação técnica, ou quem sabe uma graduação, ou até conquistando novos cargos na empresa em que trabalha, além de melhorar a sua autoestima e qualidade de vida.

A Educação de Jovens e Adultos do SESI possui metodologia exclusiva, pois realiza a identificação, reconhecimento e certificação das competências e habilidades que o cidadão desenvolveu ao longo da sua vida, seja na escola, no trabalho ou na vida social, aproveitando aquilo que ele já traz, reduzindo o tempo de curso.

Na primeira etapa, chamada de Reconhecimento de Saberes (RDS) o SESI levantará, por meio de intervenções pedagógicas e preenchimento de instrumentais, o conjunto de competências e habilidades que o aluno já possui, para a partir daí, identificar as que precisarão ser trabalhadas na etapa seguinte.

No segundo momento, chamado Nova EJA EAD, o SESI elaborará um cronograma de estudos, organizado por área do conhecimento, onde o aluno desenvolverá os conhecimentos necessários para a sua certificação. O tempo de estudos dependerá do que o aluno deixou de apresentar na etapa de RDS, podendo variar entre 2 meses e 1 ano e meio.

 

Sobre a Cimento Apodi
Idealizada no ano de 2008, a Cimento Apodi é uma joint venture multinacional formada pela participação societária da família Dias Branco e do Grupo Titan, produtor de cimento e materiais de construção, que tem mais de 110 anos de experiência na área industrial, com sede na Grécia. Presente de forma estratégica no Norte e Nordeste do país, a Cimento Apodi possui um parque industrial de 3.000ha de área em Quixeré, mesorregião do Vale do Jaguaribe, e uma moagem de processamento no Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Juntas, as duas unidades têm capacidade para produzir mais de dois milhões de toneladas de cimento ao ano.

A Companhia conta ainda com duas centrais de concreto, um laboratório de tecnologia de concreto e dez Centros de Distribuição posicionados de forma estratégica nas diferentes regiões do país para melhor atender seus clientes. A companhia produz com alto rigor de qualidade uma ampla linha de produtos, o que permite a empresa atender às diferentes necessidades do mercado da construção civil brasileira, com eficiência e responsabilidade socioambiental.

Compartilhar:

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !