Associação Fortaleza Azul e Texugo Moda Praia promovem live para falar sobre a nova coleção criada por autistas 

 

Inclusão e visibilidade para pessoas com autismo no universo da moda. Essa é a proposta da coleção SalTEAr, desenvolvida pela Texugo, marca cearense de moda praia, em parceria com a Associação Fortaleza Azul (FAZ), que atua no acolhimento e na inserção de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) nos diversos setores da sociedade. E para falar mais sobre essa iniciativa, será promovida uma live no próximo dia 15 (domingo), a partir das 14 horas. O encontro virtual e lançamento oficial da coleção, contará com a participação de Fernanda Cavalieri, co-fundadora da FAZ e de Natália Queiroz, uma das diretoras da Texugo. Os interessados em assistir a transmissão ao vivo devem acessar a página no Instagram @texugobeachwear.

 

A coleção traz peças cheias de estilo e personalidade, com estampas exclusivas desenhadas por crianças autistas que fazem parte da Associação. Num espaço de criação livre e de incentivo à imaginação, elas puderam se expressar por meio de telas, com uso de tintas, pincéis, lápis de cor e de cera e massa de modelar, dando origem aos desenhos e às artes que foram digitalizadas e transformadas nas estampas da nova coleção da Texugo. A participação das crianças com TEA na coleção está ocorrendo em todo o processo, da produção das estampas à apresentação das peças prontas.

 

Além do design exclusivo e diferenciado que traz o talento de pessoas autistas como principal elemento da sua criação, a coleção SalTEAR também busca atender às demandas e sugestões das famílias que possuem filhos autistas. As peças buscam garantir o bem-estar físico e psicológico desse público, respeitando especificidades como a sensibilidade sensorial e a praticidade ao vestir. A coleção também se estende para toda a família, com itens para todas as idades, para que todos os membros possam usar as mesmas estampas, caracterizando a conexão e união pela causa.

 

As estampas são digitalizadas em um tecido ultramoderno com supermicrofibras que proporcionam ainda mais maciez e conforto ao vestir, além de garantir proteção UV 50+, e possuir microcápsulas de aloe vera, que liberam ativo hidratante na pele. O tecido também é antibacteriano e impede a proliferação de fungos e bactérias, sendo ainda resistente ao cloro.

 

Além de fortalecer a luta por mais respeito e inclusão para as pessoas autistas, a Texugo também destinará parte do valor das vendas da coleção para contribuir com as ações promovidas pela FAZ, como forma de apoiar a causa também de forma financeira. Por sua vez, a Associação investirá o dinheiro para melhorar o atendimento de centenas de crianças autistas. Além de todo o suporte proporcionado, a FAZ promove diversas capacitações e eventos apropriados para autistas e suas famílias com o objetivo de buscar um atendimento especializado e de qualidade para pessoas autistas.

 

“O mais importante dessa parceria é que, com esse trabalho, podemos mostrar a pessoa autista em um lugar ativo e fugir dos estereótipos impostos pelo capacitismo, responsáveis por invisibilizar as potências, capacidades e talentos destas pessoas”, afirma Daniela Botelho, presidente da FAZ.

 

Outra preocupação da Texugo é com o impacto ambiental da coleção. Os tecidos utilizados são feitos com reciclados de garrafas PET 100% pós-consumo. Nos aviamentos, detalhes e embalagens das peças são utilizadas plaquinhas feitas com pó de fibra de coco e papel, eliminando o uso de plásticos. A marca também usa energia solar em sua produção e nas lojas físicas.

 

“Estamos trabalhando em conjunto e com muito carinho para a coleção SalTEAr chegar a cada um de nossos clientes. Essa coleção é exclusiva e limitada, recheada de talento, afeto e respeito. Queremos poder dar visibilidade às pessoas com autismo, fortalecendo o reconhecimento desse público perante a sociedade, familiares e pelos próprios autistas, como sujeitos capazes e talentosos, que podem e devem ser protagonistas também dentro do mercado da moda”, afirma Natália Queiroz, uma das diretoras da Texugo.

 

Sobre a Texugo

A Texugo é uma empresa familiar, criada em 1990 e comandada por Nádia Queiroz, pedagoga e mãe de três filhos, que deu origem ao negócio como forma de contribuir com a renda familiar que advinha somente do seu esposo, professor da rede pública de ensino.

 

Mesmo sem estar inserida na área da moda e da costura no início da história da marca, Nádia abraçou o desafio e transformou as adversidades e dificuldades do caminho em estímulos para continuar na sua jornada de mulher empreendedora, que precisava cuidar de três filhos e prover renda para subsidiar as despesas domésticas.

 

Determinada a fazer o melhor de si, buscou profissionalização por meio de cursos e aprendizados com outros profissionais da área. Tudo isso com o apoio do seu esposo e de uma parceira/ colaboradora, que a acompanha até hoje, nesses 32 anos de trajetória.

 

Atualmente, Nádia trabalha ao lado dos três filhos, que unem seus conhecimentos, frutos de suas formações acadêmicas distintas (administração, arquitetura e serviço social, em prol da consolidação e do avanço da empresa e de fortalecer ainda mais a marca.

 

Sobre a FAZ

Em Fortaleza, além do trabalho de acolhimento e inclusão junto às pessoas autistas e suas famílias, a FAZ, em parceria com profissionais de saúde, entidades governamentais e empresas, busca realizar ações que levem informações acerca do TEA para a população geral, para que, a partir do conhecimento possam se conscientizar e diminuir os estigmas sobre as pessoas que possuem a condição.

 

Entre as ações realizadas pela Associação também estão projetos como sessões de cinema adaptado para autistas; Jornadas de Autismo durante o Dia Mundial do Autismo, palestras em escolas e capacitação de educadores na inclusão de autistas nas escolas regulares; além de ações especiais em datas comemorativas e do projeto (TEA)MAR, que busca proporcionar bem estar, qualidade de vida e inclusão esportiva e social de pessoas dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA) e suas famílias, por meio de aulas gratuitas de stand-up paddle, esporte aquático que é uma variante do surf, no qual o praticante, em pé numa prancha, usa um remo para se mover através da água.

 

A atividade ajuda no processo de inclusão, de socialização e até mesmo como processo terapêutico, uma vez que trabalha o desenvolvimento motor e sensorial.

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !