Cerca de 100 pacientes da Associação Peter Pan aguardam na fila de espera por um padrinho 

 

O número de jovens diagnosticados com câncer cresce a cada ano e o reforço nutricional é essencial para o sucesso do tratamento. Hoje, cerca de 100 crianças e adolescentes aguardam por padrinhos e madrinhas que apoiem esta fundamental assistência. 

 

Em função do crescente número de novos casos diagnosticados, a Associação Peter Pan possui cerca de 100 crianças aguardando por Padrinhos ou Madrinhas que possam ajudar a custear essa iniciativa com a doação mensal de R$ 90,00 reais para a cesta nutricional viabilizada pela instituição no programa social Apadrinhamento. Por isso, a APP convida toda sociedade para abraçar a causa do câncer infantojuvenil e garantir uma dieta adequada aos jovens pacientes, entrando em contato por meio do telefone (85) 98713-0702.

 

A instituição vem transformando a história do câncer infantojuvenil no estado do Ceará há mais de duas décadas e desenvolve dezesseis programas sociais que cuidam dos jovens pacientes e seus familiares durante todo o tratamento.

 

O programa social Apadrinhamento é um dos grandes pilares da instituição e é responsável por viabilizar uma cesta nutricional para as crianças e adolescentes em tratamento no Centro Pediátrico do Câncer, garantindo o reforço nutricional necessário para enfrentamento da doença. Cerca de 800 famílias são beneficiadas mensalmente com esta ação.

 

Sandra Salgado, Gerente de Atividades Sociais, explica a importância do programa para os pacientes assistidos pela instituição. “Muitos dos nossos pacientes são de famílias humildes, que na grande maioria das vezes não tem como proporcionar uma alimentação diferenciada e adequada para a criança ou adolescente em tratamento. O programa Apadrinhamento existe para suprir essa necessidade, pois é de extrema importância que o paciente esteja forte e bem nutrido para que possa receber as medicações e realizar as quimioterapias sem qualquer intercorrência. Mas, para isso, precisamos da sociedade para que consigamos viabilizar essas cestas. Logo, se não temos padrinhos e madrinhas suficientes para todos, não temos como proporcionar essa assistência”.

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !