Como lidar com o luto e o sentimento de saudade em meio ao dia das mães

O luto relacionado à perda de uma mãe é provavelmente um dos processos mais longos e dolorosos na vida de uma pessoa. Independente da fase que o ser humano esteja, ninguém está preparado para enfrentar emocionalmente essa fase.

A mãe tem um papel fundamental na vida do filho, seja ele uma criança, adolescente ou até mesmo um adulto com a sua jornada formada. Quando falamos do elo materno logo nos remetemos a segurança, amor e o cuidado que recebemos.

É bem verdade que a figura da mãe transcende qualquer tipo de amor que o ser humano possa viver na terra, pois é nela em que depositamos nossas maiores expectativas que dificilmente serão frustradas.

Não existe uma fórmula para lidar com a perda de uma mãe, mas o indivíduo pode tomar algumas medidas para atravessar essa fase tão desafiadora que a vida, em algum determinado momento, vai nos fazer passar.

De acordo com Elaine de Tomy, psicanalista e presidente do Instituto Revoar, é importante não reprimir os sentimentos, mas reconhecer que o luto é real e que ele precisa ser vivido.

“Viva o processo do luto e não o compare com outras pessoas, cada um vai sentir e expressar suas emoções de forma diferente. Cada filho pode ter uma maneira diferente de lidar com esse momento tão desafiador que é se adaptar a viver sem a presença da mãe. Ter uma rede de apoio é fundamental, estar perto de amigos e familiares que você se sente compreendido faz toda diferença. A espiritualidade pode ser um aliado e entender mais sobre o que é o luto, que não é uma doença, mas que muitas vezes pode ser confundido como um adoecimento, pondera Elaine.

Além de estar ao lado de quem nos faz bem, uma ajuda profissional também faz toda a diferença. O Instituto Revoar, braço social do Grupo Memorial, conta com projetos gratuitos voltados para o desenvolvimento de pessoas, oferecendo apoio a quem busca auxílio para atravessar desafiadoras fases da vida como a perda de um ente querido ou questões emocionais.

Um dos principais projetos é o GAER (Grupo de Amparo Emocional Revoar), onde a Psicanalista Elaine de Tomy organiza encontros para prestar suporte e acolhida às pessoas que estão vivenciando o processo do luto e dores emocionais.

Sobre o Instituto Revoar

O Instituto Revoar, braço social da Rede Memorial Fortaleza. Revoar vem do significado tornar a voar, voltar voando, que é associado a leveza e descoberta, e simbolicamente, ajuda as pessoas a se renovarem e se reconectar com o mundo novamente.

Compartilhar:

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !