Educação para adultos: Grupo Aço Cearense, em parceria com o SESI, alfabetiza 16 colaboradores com idade entre 33 e 62 anos

Mais de 10 milhões de brasileiros com 15 anos de idade ou mais não são alfabetizados. Desse total, 6,2 milhões vivem na região Nordeste, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) de 2019. Esse número mostra que, apesar de vivermos na era da tecnologia da informação, muitas pessoas ainda estão afastadas dessa realidade.

Para tentar mudar essa realidade, o Grupo Aço Cearense, em parceria com o Serviço Social da Indústria- SESI, realiza o Projeto EducaAço, que dá aulas e materiais escolares gratuitos para colaboradores que desejam voltar a estudar. Na noite do último dia 26, uma turma formada por 16 colaboradores celebrou a conquista e recebeu o diploma de alfabetização. O evento foi realizado no SESI da Av. João Pessoa, no bairro Damas, e contou com a presença de representantes do SESI, dos professores que ministram aulas no projeto, de gestores e colaboradores do Grupo Aço Cearense, de familiares dos formandos e de demais convidados.

Desde 2013, ano em que o Grupo implantou o projeto, mais de 500 alunos já foram beneficiados com a formação estudantil, tanto no Ensino Fundamental como no Ensino Médio. “Eles são muito especiais e enfrentaram muitos desafios ao longo dessa caminhada. Conseguimos formar essa turma e contamos com a grande parceria do SESI para alfabetizá-los. Nós passamos por várias turbulências devido a pandemia e hoje eles são vencedores. O Educaço surgiu com a grande missão de proporcionar aos nossos colaboradores, que não tiveram oportunidade de estudar, uma chance de realizar o sonho de ler, escrever e trilhar seu crescimento pessoal e profissional. E podermos compartilhar a formação de mais uma turma nos deixa muito felizes, porque sabemos que essa conquista impacta não somente na vida do nosso colaborador, como também na família dele. São histórias que nos inspiram e que nos mostram que por meio da educação transformamos vidas”, ressaltou Valquiria Ferreira, Gerente Desenvolvimento e Performance.

Os 16 formandos têm uma média de 15 anos de casa, fazem parte das áreas da Construção Civil, Serviços e Produção e possuem idades entre 33 e 62, como é o caso do senhor José Jerônimo Lima, de 62 anos. De acordo com o orador da turma, Francisco Emanoel Saraiva, auxiliar operacional da área de Serviços, “é um grande orgulho fazer parte desta turma. Quero agradecer a todos que contribuíram para esse sonho ser realizado, eu sempre quis aprender a ler e escrever e mesmo com muitas dificuldades, em especial a pandemia, nós conseguimos”, finalizou.

Compartilhar:

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !