Pesquisadores da Unichristus desenvolvem retinógrafo portátil para realização do exame Fundo de Olho 

A iniciativa é de uma médica e aluna do mestrado em Saúde do centro universitário, e recebeu aporte de R$ 400 mil do Sesi/Senai pelo edital Sesi Tech

 

Levar saúde à população e melhorar a qualidade de vida de quem sofre com doenças da visão. É com esse intuito que a médica Márcia Benevides Damasceno, especialista em Oftalmologia e aluna do mestrado da área de Ensino em Saúde do Centro Universitário Christus (Unichristus), desenvolveu o projeto Retina Fácil, orientada pelo professor Marcos Kubrusly.

A iniciativa consiste em um adaptador de plástico, o retinógrafo portátil, acessível e de fácil manuseio, e um aplicativo para dispositivos móveis, disponível para diferentes modelos de smartphones. Ambos facilitam a aprendizagem e a realização de exames em fundo de olho, exame esse fundamental para detectar diversas doenças, como glaucoma, e outras patologias como diabetes e pressão alta, contribuindo para a preservação da saúde ocular e ampliação ao acesso à saúde. O adaptador e o app também podem ser utilizados em trabalhadores industriais, com foco no bem-estar por meio de medidas de educação e tratamento adequadas aos funcionários, evitando queda no desempenho de suas funções, por exemplo.

O projeto Retina Fácil destaca-se por aliar inovação, baixo custo e acessibilidade, podendo ser utilizado por agentes de saúde, enfermeiros e médicos que não sejam especialistas na área oftalmológica. Ao utilizar o aparelho e o app, os profissionais podem capturar as imagens e enviá-las ao médico especialista para o devido diagnóstico.

“Pensamos em ampliar o alcance e impulsionar esse produto para tentar levá-lo ao mercado, diante da relevância social e do impacto que ele pode ter nas áreas de serviços de saúde mais escassos”, explica Benevides. Para isso, a Unichristus, por meio de Benevides e de Tomaz Rocha, Coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica da instituição de ensino, convidaram a Impacto Protensão, empresa cearense fundada pelo empreendedor Joaquim Caracas que, hoje, acumula 18 patentes de produtos que envolvem, principalmente, materiais sustentáveis, a fazer um investimento inicial e melhorias no protótipo do equipamento.

 

Parceria com o Sesi Senai

A partir daí, a Termite, spin-off da Impacto, submeteu o projeto Retina Fácil ao edital Sesi Tech, do Departamento Regional Ceará do Sesi Senai, que estimula o desenvolvimento de soluções inovadoras, em produtos e/ou serviços, direcionados para a Saúde para o setor da indústria. A parceria, que foi firmada no último dia 1º de setembro no Campus Parque Ecológico da Unichristus, vai custear o projeto em R$ 400 mil.

“Acreditamos que o projeto salvará a visão de muitos pacientes que sofrem, por exemplo, com retinopatia diabética. A partir do Retina Fácil, queremos facilitar diagnósticos e melhorar a saúde de muitos”, afirma o Professor Marcos Kubrusly.

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !