Formação de empreendedorismo para mulheres tem inscrições abertas até 24/02

Estão abertas até 24 de fevereiro as inscrições para o projeto “Empreende, Mulher!”, uma ação do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) com patrocínio da EDP, empresa que atua em toda a cadeia do setor elétrico brasileiro, e apoio do Instituto EDP e da Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante/CE.

Podem se inscrever mulheres que tenham entre 22 e 32 anos, residam em áreas rurais e semirrurais de São Gonçalo do Amarante, e que desejam empreender, principalmente na área agrícola, e permanecer em suas comunidades. O curso é gratuito e oferece 25 vagas.

Inscrições em: https://forms.gle/yUsB9AjrM6YyERXn6

O projeto tem como objetivo desenvolver capacitar mulheres empreendedoras para que tenham o conhecimento necessário na retomada ou início de seus negócios, fortalecendo as cadeias de valor potenciais na região, especialmente de produção agrícola, como a produção de alimentos para autoconsumo e comercialização de excedentes.

 

As 25 mulheres selecionadas irão participar do Curso Empreendedorismo e Desenvolvimento de Negócios, com carga horária de 40 horas/aulas, além de contarem com mentorias e encontros personalizados para desenvolver seus Projetos de Negócios. Por meio das mentorias, as jovens poderão se conectar e conhecer as expertises de outras empreendedoras mais experientes e terão, ainda, assessoria e assistência da equipe técnica especializada da Adel, além da articulação de redes de colaboração, cooperação e formação de Arranjos Produtivos Locais (APL). As aulas serão presenciais e devem iniciar ainda em fevereiro.

 

Sobre o projeto

O Projeto foi iniciado ainda em 2022, com a equipe da Adel em campo, coletando e analisando dados para a realização de um Estudo Situacional de Cenário Local, com ênfase na identificação de potencialidades e oportunidades, limitações e ameaças, além de características do mercado local e políticas públicas, para orientar a retomada e a criação de empreendimentos pelas jovens rurais beneficiadas.

Por meio da interação das jovens com os educadores, de modo contínuo, fluido e horizontal, e das próprias mulheres entre si, o objetivo é que a aprendizagem seja potencializada, com trocas de experiências e saberes, com valorização da diversidade de origens, de visões de mundo e de projetos de vida, numa abordagem que estimule a colaboração e a cooperação.

 

Sobre a EDP no Brasil

Presente há mais de 25 anos no país, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. Com mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, a Companhia tem negócios em Geração, Transmissão e Soluções em Serviços de Energia voltados ao mercado B2B, como geração solar, mobilidade elétrica e mercado livre de energia. Em Distribuição, atende cerca de 3,6 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. Em 2021 foi eleita pelo segundo ano consecutivo a empresa mais inovadora do setor elétrico pelo ranking Valor Inovação, do jornal Valor Econômico, e é referência em ESG, ocupando, em 2021 e 2022, o primeiro lugar do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3, no qual figura há 17 anos.

 

Sobre o IEDP

Desde que foi fundado, em 2009, o Instituto EDP já investiu mais de R$ 150 milhões em projetos socioculturais que beneficiaram mais de 3,3 milhões de pessoas, em aproximadamente de 530 programas espalhados por todo o País. Somente em 2021, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram mais de 354 mil brasileiros. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.

Compartilhar:

ultimas

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades !